domingo, 19 de janeiro de 2014

Entrevista com Sifu Florentino e os esclarecimentos da AWCA




Mestre Florentino, poderia nos dizer ao que atribui o grande crescimento de sua organização, a AWCA – Associação Wing Chun Aplicado?

R: Claro! Diversos fatores têm levado a AWCA ao rápido e expressivo crescimento, dentre eles, a profissionalização dos instrutores por meio da formação pedagógica, da qual, como Pedagogo e Educador Físico, aplico lições importantes destes ensinos ao lecionar em meus cursos para formação dos representantes.  Conseqüentemente, estes instrutores formados, passam a transmitir em seus ensinamentos, técnicas de luta com esta base pedagógica, tornando-os cada vez mais qualificados ao ensino, alem do que, não cobro taxas de filiação e anuidades de meus representantes, o que todas as demais associações fazem, dificultando muito a inclusão destes no mercado marcial. Cuido de meus discípulos como um pai cuida de seus filhos. Não somente orientando, mas também, auxiliando-os em suas jornadas de vida.
Qual processo é seguido para que seus alunos consigam abrir suas unidades tão rapidamente? ... Quero dizer, como pode, em uma formação tão curta, já se posicionarem como instrutores?


R: A formação não é curta, o curso completo demanda cerca de quatro anos. Os mais novos, aos passarem pelo internato de uma semana, recebem orientação pedagógica e treinam a carga horária de oito meses, onde aprendem o conteúdo técnico de uma fase (treinos diários das 09h00 as 23h00), então, adquirem a autorização temporária de representação sob minha supervisão, o que significa que, apos transmitirem o que lhes ensinei no internato, vou até suas unidades fazer a correção no aprendizado destes alunos, de maneira que, nenhum ensino fique equivocado.

Então, estes instrutores têm a autorização de ministrar as aulas, mas, somente ao senhor, como “Sifu” cabe a avaliação e certificação do curso?

R: Exato. Estes instrutores, apesar de capacitados pelo internato, ainda não são plenamente formados. Cada um é considerado "Si-hing" (aquele que ensina como um irmão mais velho). Então, cabe somente ao “Sifu” (aquele que ensina como um pai) a formatura de todos os alunos. Desta maneira, todo instrutor estará sempre amparado por minha pessoa, bem como, seus alunos. Todos saberão que o Sihing é o "instrumento" de ensino deles, mas, será o Sifu quem os corrigira e apontará seus erros e onde treinar para melhorarem e avançarem rumo à formatura.

Mestre, muito se foi dito sobre sua saída da “Applied Wing Chun Brasil – AWCB”, e não querendo entrar nos méritos desta questão, mas, fazendo certa referência, o senhor mudou o nome de sua associação que se chamava “Associação Li Hon Ki – ALHK” para “Associação Wing Chun Aplicado – AWCA”. A pergunta é: O senhor assim o fez por que deseja que as pessoas saibam que seu ensino é o Applied Wing Chun, uma vez que “Aplicado” é a tradução de “Applied”?
Duncan Leung e Si Fu Florentino

R: Muito pertinente esta pergunta, e até interessante para elucidar a dúvida de todos os que me procuram para aprender o “Wing Chun Aplicado”.
Bem, todo o conhecimento que transmito vem da linhagem de Duncan Leung. Tanto as técnicas básicas que aprendi com meu antigo mestre, bem como, as técnicas avançadas que aprendi na China com mestre Duncan e também, com mestre Allan Lee. Sendo assim, não posso negar que o que transmito vem deste conhecimento, porém, como me desvinculei da Associação Applied WC Brasil - AWCB, minha didática de ensino segue moldes próprios, não tendo qualquer relação com os métodos transmitidos pela ACWB.

Isso quer dizer então, que o senhor desenvolveu suas técnicas de Wing Chun a partir deste conhecimento?

Claro que NÃO! As técnicas que ensino são exatamente nos moldes que aprendi, inclusive, faço questão de dar a todos os instrutores, copia das filmagens de meu aprendizado na china, onde, constam os mestres Duncan Leung, Allan Lee, Florian Walter entre outros me ensinando tais técnicas, “uma-a-uma”, fidelizando assim, o ensino que transmito, principalmente nos níveis avançados do sistema.
Minha consideração foi referente à metodologia deste ensino. Vou explicar melhor: Se você aprender o idioma inglês em alguma escola particular, você não pode simplesmente sair por ai dizendo que o inglês que você ensina é o mesmo do método da escola em que você aprendeu, pois, essa escola tem seus direitos de ensino reservado, ainda assim, o que você estará ensinando será o “idioma inglês”, mas, para isso, terá que ser com seu método de ensino e não com o método de ensino da escola em que você o aprendeu. Mesmo inglês... Método diferente de ensino - Mesmo Wing Chun... Método diferente de ensino.

Si Fu Florentino e Darren Leung

Neste caso, poderia nos dizer em que consiste seu método de ensino?

R: Sim! Como dito no começo, devido à minha formação acadêmica, consiste no desenvolvimento pedagógico, ou seja, tudo é ensinado respeitando as limitações de cada indivíduo, e no seu tempo, bem como, o desenvolvimento motricial para cada técnica. Quer dizer, não se pode colocar telhado numa casa sem que esta tenha paredes que a sustentem, e não só isto... Tem-se que saber o peso certo que estas paredes suportarão, ou então, o telhado desabará. 

Si Florentino e Alan Lee

Desta maneira ensino o Wing Chun Aplicado... Passo-a-passo, respeitando os limites de cada um, de maneira que nada falte para as gerações futuras. Vejo muitos mestres por aí mostrando uma técnica para todos na sala, e logo após, sentarem-se e apenas os apreciar praticando. Isso não é bom. Não procedo assim. Fico atento o tempo todo com meus alunos, corrigindo-os sempre que vejo a necessidade. Chego a ser um tanto chato neste sentido, mas, tenho a certeza que eles, ao retornarem para suas unidades, levarão como bagagem, um conteúdo estável, tendo um mínimo de dúvida para elucidarem, alem do mais, meu método de ensino tem um apego muito forte a “família Wing Chun”, na qual, todos os membros devem desenvolver quatro virtudes básicas, a saber: Humildade, paciência, discernimento e conhecimento. Tudo em nossa família é discutido em grupo. Não sou um mestre ditador, o qual fala, e seus alunos por medo obedecem. Sou um mestre amigo, que orienta, mas, que também solicita conselhos do grupo, para que a decisão final reflita o pensamento coletivo de nosso grupo.

Si Fu Florentino e Josh 

Desta maneira ensino o Wing Chun Aplicado... Passo-a-passo, respeitando os limites de cada um, de maneira que nada falte para as gerações futuras. Vejo muitos mestres por aí mostrando uma técnica para todos na sala, e logo após, sentarem-se e apenas os apreciar praticando. Isso não é bom. Não procedo assim. Fico atento o tempo todo com meus alunos, corrigindo-os sempre que vejo a necessidade. Chego a ser um tanto chato neste sentido, mas, tenho a certeza que eles, ao retornarem para suas unidades, levarão como bagagem, um conteúdo estável, tendo um mínimo de dúvida para elucidarem, alem do mais, meu método de ensino tem um apego muito forte a “família Wing Chun”, na qual, todos os membros devem desenvolver quatro virtudes básicas, a saber: Humildade, paciência, discernimento e conhecimento. Tudo em nossa família é discutido em grupo. Não sou um mestre ditador, o qual fala, e seus alunos por medo obedecem. Sou um mestre amigo, que orienta, mas, que também solicita conselhos do grupo, para que a decisão final reflita o pensamento coletivo de nosso grupo.

Si Fu Florentino e Thai Boxer

O que o senhor deixaria como conselho para o aspirante a “Sihing AWCA”.

R: Que venha confiante no amparo de sua família AWCA, não somente em seu Sifu, mas, em todo o grupo, pois, somos uma família que cresce em união, e a única coisa que pedimos em retribuição é a sinceridade e honestidade. 

Site da AWCA : www.awca.com.br




ENTREVISTA COM MESTRE FLORENTINO



*Mestre florentino é Mestre de Wing Chun

*Presidente da Li Hon Ki Wing Chun Association
*Vice-Presidente e Diretor Técnico da Applied Wing Chun Brazil
*Discípulo direto do grandioso mestre Li Hon Ki - Applied Wing Chun
*Master Florentino is Wing Chun Master

*President of Li Hon Ki Wing Chun Association
*Vice-President and Technique Director of Applied Wing Chun Brazil
*Direct disciple of great Master Li Hon Ki – Applied Wing Chun Brazil


O Que levou o Mestre ao interesse das Artes Marciais?
A década de 70 no Brasil (60 nos EUA) foi contaminada com o modismo do Kung Fu. Parece que não existia outra arte ou esporte. Tudo o que se via, tanto em revistas quanto (e principalmente) na TV, tinha um apelo voltado ao Kung Fu. Bruce morreu em 73 e a notícia estourou por aqui por volta de 75 (não existia internet naquela época). Até lançaram uma música (tema do Kung Fu Panda) que dizia "everybody was Kung Fu fighting" (todo mundo lutava KF - Vídeo), justamente falando sobre isto, e no meio desta juventude fanática por Kung Fu, tendo a Bruce Lee como ídolo, me iniciei na arte.

WHAT AWOKE YOUR INTEREST TO THE MARTIAL ARTS, MASTER?
A: In the year 70 (60 in USA) was contaminated the Kung Fu fad in Brazil. Apparently didn’t exist another art or sport. Everything that was seen, either in magazines or (and mainly) in TV, had an appeal about Kung Fu. Bruce died in 73 and the news spread here about 75 (didn’t exist internet that time). Even a music was launched (Kung Fu Panda theme) that says “everybody was Kung Fu fighting”, exactly speaking about this, and between these Kung Fu fanatic young, having Bruce Lee as idol, I began in the art.
Na época em que o Mestre foi aceito como discípulo de Li Hon Ki (Mestre Kay ) Mestre Li teve que viajar para os EUA por aproximadamente um ano e todo o seu aprendizado foi por conta de um dos alunos mais antigos do Mestre o Professor Maurício, conte nos um pouco como foi esta relação.
Maurício é uma excelente pessoa, uma pena ter largado o Wing Chun, se bem que, o Wing Chun que ele praticava, não era o Applied Wing Chun. Quando iniciei meus treinos com mestre Kay, ele ainda não conhecia Duncan Leung, assim, o período em que estive com ele (Maurício), não aconteceu algo que merecesse destaque, pois, a linhagem era exatamente igual as demais existentes no Brasil na atualidade. Pouco após mestre Key voltar dos EUA, Maurício mudou para Moscou, onde foi treinar Greco-romana e após isto, nunca mais o vi.

IN THE TIME THAT THE MASTER WAS ACCEPT AS DICIPLE OF LI HON KI (MASTER KAY) MASTER LI HAD TO TRAVEL TO  USA FOR NEARLY A YEAR AND ALL YOUR LEARN WAS TRANSMITTED BY ONE OF HIS OLDEST STUDENTS, TEACHER MAURÍCIO. TELL US A BIT HOW WAS THIS RELATIONSHIP.
A: Maurício is an excellent person, I lament that he left Wing Chun, but the Wing Chun that he practiced wasn’t the Applied Wing Chun. When I began my training with Master Kay, he still didn’t know Duncan Leung, so, the period that I passed with him (Maurício), didn’t happen something that deserve highlights, because the lineage was equal to the others existents in Brazil actually. Shortly after Master Kay return from USA, Maurício changed to Moscou, where went to train Greco-roman, and after this, never more I saw him.
Atualmente existem centenas de escolas de Wing Chun no mundo e que vêm da linhagem do Grande Mestre Yip Man, se todos são da mesma escola porquê metodologias diferentes?
Muito simples: Yip Man não os corrigia. Ele ensinava igual a todos, mas, não os corrigia, e o Wing Chun por ser uma arte que exige praticamente 100%  de coordenação motora e domínio articular, não se aprende sem correções (muita correção). E algo a destacar: Yip Man ensinou para apenas 16 alunos como aplicar (dos quais, somente 05 concluíram o sistema) as técnicas de luta em combate real.

ACTUALLY THERE ARE HUNDRED OF SCHOOLS OF WING CHUN IN THE WORLD THAT COMES FROM THE GREAT MASTER YIP MAN LINEAGE. IF ALL ARE OF THE SAME SCHOLL, WHY DIFFERENT METHODOLOGIES?
A:  Very simple: Yip Man didn’t correct them. He taught equal to everybody, but didn’t correct them, and Wing Chun is an art that requires practically 100% coordination and articulation domain, didn’t learn without correction (many correction).  And something to contrast: Yip Man only taught to 16 students how to applies (and only 05 conclude the system) the fight techniques in real combat. 
Qual a relação da AWCB com a  Hong Kong Ving Tsun Athletic Association, fundada por Yip Man?
Nenhuma! Mesmo porque, esta associação foi uma iniciativa dos alunos de Yip Man e não dele, propriamente dito, tanto que, tiveram muitas brigas em sua organização. Mestre Kay é registrado na HKVTAA em virtude de sua linhagem antiga, mas, devido as brigas ocorrentes por lá, mestre Duncan decidiu não participar.

WHICH IS THE RELARIONSHIP OF AWCB TO THE HONG KONG VING TSUN ATHLETIC ASSOCIATION, FOUNDED BY YIP MAN?
A: There is no relationship! Even because this association was an initiative of Yip Man students, and not of him, even because there was many discussion about the organization. Master Kay is registered in HKVTAA because of his ancient lineage, but by the occurred discussions, Master Duncan decided to don’t participate.
Em 2002, Duncan Leung  foi convidado diretamente pelo governo Chinês para realizar a transmissão do Wing Chun a um grupo de jovens chineses, afim de preservar o “Primitivo Wing Chun”, onde não apenas a performance da arte são enfatizados, mas um Wing Chun efetivo para combate. Mestre Duncan Leung é o único Mestre de Wing Chun a manter uma escola na China nestes moldes, subsidiado  pelo governo Chinês; Minha pergunta é o senhor acha que atualmente essa “raiz” marcial deixou de existir com o tempo?
Desde que o Wing Chun se tornou tão popular e "rentável" esta raiz deixou de existir. Poucos se preocupam com a efetividade da arte em si, mas, com a lucrabilidade dela. Fato pelo qual, o Wing Chun tem se tornado mais uma "arte espiritosa" do que "arte de lutar" e, segundo as próprias palavras do mestre Duncan, o "Wing Chun está morrendo".

IN 2002, DUNCAN LEUNG WAS DIRECTALLY INVITED BY THE CHINESE GOVERNMENT TO MAKE THE TRANSMISSION OF THE WING CHUN TO A GROUP OF CHINESES YOUNG, IN ORDER TO PRESERV THE “PRIMITIVE WING CHUN”, WHERE NOT ONLY THE PERFORMANCE OF THE ART IS FOCALIZED, BUT A WING CHUN EFECTIVE IN COMBAT. MASTER DUNCAN LEUNG IS THE ONLY WING CHUN MASTER TO PRESERV A SCHOOL IN CHINA IN THIS STANDARD, SUBSIDISED BY THE CHINESE GOVERNMENT. MY QUESTION IS: DO YOU BELIEVE THAT ACTUALLY THIS MARTIAL “SOURCE” STOPPED EXISTING OVER THE TIME?
A: Since Wing Chun becomes so popular and “rentable”, this source stopped existing. Just a few are worried about the efficiency of the art, but about the ratability. Fact that Wing Chun is becoming more a “spirituality art” than a “combat art”, and using the words of Master Ducan, the “Wing Chun is dying”.

Conte-nos um pouco da experiência que teve na China, com Grão-Mestre Duncan Leung e os Irmãos de treino.
Este é, definitivamente, conteúdo para um livro, mas, resumidamente, Mestre Duncan é um lutador como nenhum outro. Uma pessoa que aos 70 anos dispõe-se a ministrar em um internato de período integral e com a vitalidade demonstrada por ele, só mesmo um grande guerreiro cujo, o sangue ferve pelo combate. Meu convívio diário com ele, nas longas horas de análise técnica bem como, as histórias de sua vida, são fatos memoráveis pela eternidade.
Todos os participantes no internato, estavam sempre preocupados em auxiliar uns aos outros, para que as informações transmitidas pelo mestre Duncan fizessem um sentido único, não dando margens a dupla interpretação. Algo que somente uma verdadeira irmandade faria.

TELL US A LITTLE BIT ABOUT YOUR EXPERIENCE IN CHINA, WITH GRAND-MASTER DUNCAN LEUNG AND BROTHERS OF TRAIN.
A: This is, finally, content to a book, but in a few words, Master Duncan is a fighter that no one seems. A person that is 70 years old and is willing to minister an integral period boarding school with the vitality demonstrated by him, only a great warrior that the blood burns for combat would do. My daily contacts to him in the long hours of technique analysis, as his life histories, are memorable facts for eternity. All practitioners of the boarding school were always concerned to help each other, for the information transmitted from Master Duncan have a unique mean, not allowing double interpretation. Just a real family would do something like that.
O senhor e sua equipe participam de campeonatos?
Sim! Isto faz parte de nossa vida cotidiana, porem, não participamos para colecionar medalhas. Não procuramos glórias nos rings, mas sim, testar nossas limitações e verificar onde precisamos melhorar tecnicamente. Muitas vezes um aluno perde uma competição devido a pontuação e regras, entretanto, a ganha visivelmente pelos golpes desferidos e evitados, e isto é o que importa. Eu costumo dizer que, cada vez que o arbitro apita para pontuar, é uma nova luta. Na rua é assim. O combate se desfaz em segundos, nos quais, tendo você acertado, sobrevive, tendo errado, possivelmente morrerá, de maneira que, em uma única luta no ring, consegue-se avaliar a perfomace efetiva para umas dez lutas reais.

DO YOU AND YOUR TEAM PARTICIPATE THE CHAMPIONSHIPS?
A: Yes! This is part of our everyday life, but, we don’t participate to collect medals. We don’t search glories in the rings, we test our limitations and verify where we need to improve our techniques. Many times a student loses a competition by the score and rules, however, visibly wins for the blows and avoided, and this is important. I use to say that, every time the arbiter makes the punctuation, a new fight begins. That is in the streets. The combat ends in seconds, in which, if you make, you survive, if you miss, probably you’ll die, so, in an unique fight in the ring, you can see an effective performance for ten real battles.

Conte nos um pouco sobre os internatos realizados pela Applied:

                                           http://www.youtube.com/watch?v=PJY4Qjk3xN0

O Internato trata-se de um curso destinado a desenvolver habilidades técnicas, práticas e pedagógicas no ensino do Applied Wing Chun.Tem com público alvo, praticantes de Artes Marciais e interessados com boa coordenação motora e facilidade no convívio em grupo.
Com um padrão de ensino chinês, ministro na própria sede e matriz acadêmica Applied Wing Chun, em São Paulo Capital, com duração de uma semana, tendo um treinamento intensivo de 14h/aula por dia, o que percorre o conteúdo de oito meses de treinamento (98h/aula), uma fase completa ou seja, metade do nível Sil Lim Tau (para iniciantes). Este curso é principalmente destinado aos alunos distantes e com pouca disponibilidade de tempo, interessado na prática do Applied Wing Chun, e tem sido o principal instrumento na ampliação de nossa família no Brasil:


TELL US A BIT ABOUT THE COURSE OFFERED BY THE APPLIED IN THE BOARDING SCHOOL.
A: The course is destined to develop technique skills, practice and pedagogic in the teach of Applied Wing Chun. Has as target practitioners of martial arts and interested with good coordination and facility of group living. With the Chinese teach standard, I teach in the head office academic Applied Wing Chun, in São Paulo capital, with a week of duration time, in an intensive training of 14h/class per day, what is equivalent to eight months of training (98h/class),  a complete phase, that means, half of Sil Lim Tau level (for beginners). This course is specially destined to students that lives away and with short time available, interested in the practice of the Applied Wing Chun, and it has been the principal tool of the extension of our family in Brazil.

Atualmente, muitos filmes envolvem o Wing Chun e demonstram sua eficiência. O senhor acredita que os filmes consigam mesmo demonstrar tamanha eficiência de uma Arte Marcial?
Não! Na verdade, o que mais se vê nos filmes, principalmente nos de Yip Man, são belas seqüências coreografadas, muito longe do que seria a realidade de um combate, que servem para agradar, mais aos olhos dos leigos e iniciantes no sistema, do que ao verdadeiro praticante lutador, que por sinal, os acha (estes filmes) extremamente obsoletos. Claro, não podemos negar que, a história, mesmo sendo irreal, meche muito com nossos sentimentos.

ACTUALLY, MANY MOVIES INVOLVE WING CHUN AND DEMOSNTRATE ITS EFICCIENCE. DO YOU BELIEVE THAT THE MOVIES CAN REALY DEMONSTRATE THE REAL EFICCIENCE OF A MARTIAL ART?
A: No! In fact, what more we see in the movies, specially about Yip Man, are well done choreographed sequences, too much different of what would happen in a real combat, that just serve to please, more the eyes of lays and beginners of the system, than the real fighter practitioner, that in fact think these movies as obsolete. Of course, we can’t negate that the story, even unreal, affect too much our feelings.
Desde o sucesso do filme de Ip Man no Brasil venho observando um aumento considerável de professores ensinando Wing Chun, a mídia certamente desperta a curiosidade de muitas pessoas, mas, como é, quando o novo aluno se depara com a dura rotina de treinamento e sente que não é tão fácil como pensava?
Se por um lado os filmes insentivam as pessoas a praticarem o Wing Chun, por outro, os levam a acreditarem que se tornarão mestres como os dos filmes, realizando aqueles golpes com tamanha facilidade e plasticidade, muito longe da realidade de uma luta, fato que, decepciona à vários ao se depararem com as dificuldadedes corporais motoras, bem como, as emocionais, encontradas no curso do aprendizado. A grande maioria não consegue terminar os estudos no sistema, que dura cerca de quatro anos e meio (parte sem armas), um período curto ao meu ver, comparado-se às outras artes. Isto se dá, devido ao que julgo ser uma "motivação superficial", ou seja, iniciam não por que têm um real desejo em se tornarem lutadores, mas sim, para poderem dizer que um dia já praticaram o Wing Chun, esta tão famosa e "poderosa" arte. Alguns talvez até digam: "eu realmente não quero me tornar um lutador, apenas desejo aprender a me defender caso algum dia precise", mas nisto, cometem um grave erro pois, esquecem-se que, não há como aprender a nadar fora da água. De maneira similar, não há como aprender a se defender sem estar praticando sob a simulação de um evento real, e aí está o ponto de desconforto para muitos, pelo ao menos, no que diz respeito ao Applied Wing Chun.

SINCE SUCCESS OF THE MOVIES ABOUT IP MAN IN BRAZIL I HAVE SEEN A CONSIDERABLE GROW OF WING CHUN TEACHERS, THE MEDIA CERTAINLY AWAKE THE CURIOSITY OF MANY PEOPLE, BUT, HOW IS WHEN THE NEW STUDENT FACES THE HARD TRAINING ROUTINE AND FEELS THAT ISN’T SO EASY AS IT THOUGHT?
A:If on one hand the movies encourage people to practice Wing Chun, on the other it makes them believe that they will become masters like the movies, making that blows easily, too much different of a real battle, fact that disappoints many when they faces the coordination body difficulty, as well the emotional, faced in the course of the learning. The great majority can’t ends the studies of the system, that lasts about four years and a half (part without weapons), a short period in my vision, comparing to the others arts. This is because something that I call “superficial motivation”, that means, they begins not because they has a real wish to become fighters, but, just to say that someday already practiced the Wing Chun, this famous and powerful art. Someone’s maybe says: “I really don’t want to become a fighter, only wish to learn how protect myself in case someday I need”, but in this, they commits a serious mistake, because they forget that there is no way to learn to swim out of the water. In a similar way, there is no way to learn defend themselves without stand practicing under simulation of a real event, and here is the point of discomfort for many, at least about Applied Wing Chun.
Gostaria de deixar algum recado?
Parabenizo a iniciativa pelo blog, e agradeço a oportunidade em poder levar um pouco mais de conhecimento ao público sobre esta nobre arte que pratico já a 18 anos e que sou tão apaixonado que é o Applied Wing Chun.

WOULD YOU LIKE TO GIVE A MESSAGE?
A: Congratulations for the initiative of the blog, and I thank the opportunity to take few more knowledge to the people about this noble art that I practice for 18 years and I am passionate , the Applied Wing Chun.

Aos que desejarem conhecer mais sobre meu trabalho, por favor, visitem nosso site e blog: http://www.awca.com.br

Abraço a todos

Those who wish to know more about my work, please, visit our site and blog: http://www.awca.com.br

domingo, 5 de janeiro de 2014

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA “Mensagem 2”

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA 

“MINHA PARTICIPAÇÃO”


Participar do seminário foi algo que me testou muito no quesito nervosismo, ainda mais porque foi à primeira vez em que participo de um evento assim e o primeiro contato pessoal com o Si Fu Florentino, mas percebi que quantos mais eventos desse tipo eu participar mais desenvolvimento no Wing Chun terei.
No quesito de aprendizado das técnicas, foi algo muito interessante, os conhecimentos foram repassados com riqueza de detalhes pelo Si Fu e transmitidos de uma forma muito simples e acolhedora, onde o participante, mesmo com suas limitações, percebe que pode desenvolver o movimento solicitado e ainda aprender mais sobre esse movimento que há alguns meses/anos esta treinando.


Foi um enorme prazer e um dia muito corrido/cansativo, mas valeu muito à pena
Participar da cerimônia do chá foi uma honra imensa, a cerimônia nos aproxima mais ainda e é um divisor de aguas entre o aprendiz e o irmanado, é algo que confirma o convívio compromissado que passa a ser chamado de família WingChun.
Agradeço muito ao Si Hing e ao Si Fu pelo aprendizado e a possibilidade de evolução proporcionada pela família AWCA, do qual muito me orgulho!

Wellington Horst

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA "Mensagem 1"

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA

"Mensagem"


 Primeiramente sinto-me honrado e dificilmente teria palavras para definir o sentimento de enfim ter conhecido meu Sifu, pessoa de infinito carisma, sua sabedoria reside em sua simplicidade e paciência, sem esquecer-se de dizer o quanto é uma pessoa calma rsrs.

O seminário abriu meus olhos para um novo caminho, o qual estou atravessando agora, sendo ministrado pela pessoa a qual não poderia deixar de agradecer o quanto tem me ensinado: Sihing Airson Negro




Meu Sihing é a pessoa á qual me responde mil vezes que é possível fazer mais que uma arte marcial, em decorrência da liberdade para fazê-lo, também é a pessoa a qual não me ilude, mostrando a verdade sobre lutas e suas conseqüências, é a pessoa que também me guia no caminho da luta, e que quando preciso me dá conselhos.

Novos caminhos se abrem, conhecemos novas pessoas, algumas ficam outras se vão, porém nosso grupo de treino permanece firme e forte, suas raízes já vão fundas.

Gostaria terminar esse depoimento almejando um dia poder ver encontrar o Sifu de novo e se possível receber algum ensinamento da própria fonte.

Alegro-me muito de fazer parte da família Wing Chun Aplicado.
Gostaria de deixar duas frases, uma de Machado de Assis que acredito que define bem nosso Sifu:


-O Mestre deve ser meio sério, para dar autoridade à lição e meio risonho, para obter o perdão da correção.

E outra a qual não descobri a autoria:

-Assim como as pontes existem para serem cruzadas, as barreiras existem para serem transpostas e os limites para serem quebrados.

Abraço á todos os meus irmãos, á meu Sifu e ao meu Sihing.

Giuliano Guimarães

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA "Mensagem"

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA

"Mensagem"



    Foi um grande prazer conhecer o Sifu Florentino nesse seminário, ele é uma pessoa muito humilde e estou muito grato a ele por me passar além das técnicas mais conhecimento. No seminário todos aprendemos muitas coisas, conhecemos novas pessoas e fizemos novas amizades, foi um dia muito cansativo, porem, produtivo. Não vejo à hora de conhecer a academia do Sifu Florentino e participar do internato para poder adquirir mais conhecimento e sabedoria.

Felipe Wonzoski

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA "Depoimento"

SEMINÁRIO WING CHUN APLICADO CURITIBA

"Depoimento"


Fiquei feliz em conhecer finalmente o meu Sifu e constatar pessoalmente que se trata de uma pessoa formidável, com todas as qualidades que imaginamos de um mestre. Mostrou-se uma pessoa feliz, humilde, respeitosa e de um vasto conhecimento, tanto de vida quanto de artes marciais. A cerimônia do chá me surpreendeu bastante, e eu gostei mais do que imaginava, com todo o seu simbolismo e significado fiquei realmente emocionado em participar, não pensei encontrar algo assim nas artes marciais atuais.


Durante o seminário de técnicas e correções, escutar diretamente as instruções do Sifu ampliou e ajudou a polir o conteúdo aprendido dos nossos Sihings. Tivemos a oportunidade de treinar e conhecer irmãos de treino de outros lugares, trocar informações e nos aperfeiçoar.
Tivemos ate mesmo uma competição interna, apesar de ser uma competição suave, conseguimos colocar em prática tudo que aprendemos, e através dos nossos erros encontramos a brecha para melhorar.



Todo o seminário com Sifu Florentino incluindo a cerimônia do chá foi uma experiência revigorante, inspiradora e inesquecível. Espero que a cada novo encontro do Wing Chun, possamos renovar esse incrível ciclo do aprendizado e que nosso círculo esteja cada vez maior.
Agradeço novamente ao Sifu Florentino pela sua dedicação de vida e sua força de vontade, que fez nos possibilitou fazer parte dessa cultura incrível.


Agradeço ao Sihing Airson por todo seu esforço e dedicação diária para fazer o grupo cada dia melhor. Agradeço também a todos os meus irmãos de treino, que também participam e colaboram para que tudo isso seja possível.

Marcelo Seiji ikuta

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

SEMINÁRIO COM SI FU FLORENTINO


AWCA - CURITIBA
CONVIDA A TODOS PARA O SEMINÁRIO COM SI FU FLORENTINO!

Será com imenso prazer que AWCA – CURITIBA receberá nosso querido Si Fu Florentino para realizar as avaliações em nossa escola, ocorrerá também neste mesmo dia um seminário abordando a teoria e prática do Wing Chun de nossa escola e suas peculiaridades! Estaremos recebendo neste dia a visita de nossos irmãos do núcleo de estudos AWCA – PARANAGUÁ celebrando a visita de nosso mestre ao estado do Paraná teremos uma grande confraternização e um torneio interno entre os participantes!


Seminário dia 31/08 a partir das 14 h(Aprox. 3 horas de duração).
Endereço: Av. Sete de Setembro, N° 1926 Cj 7ª, Centro, Curitiba - PR.
Obs. Horário pode mudar sem aviso prévio entrar em contato!Evento fechado(somente para participantes)>

Informações e duvidas:

Si Hing Airson Junior
41-9658-8085 (TIM)

Apoio: ACADEMIA JIÀN ZHŌNG FÚ DE KUNG FU HUNG GAR